NOME:MUTACAO DO FATOR V DE LEIDEN
 

CÓDIGO AMB92:NT
 

SINONÍMIA:Mutação do fator V de Leiden, Mutação Q 506 do fator V, PCR para mutação Q506, Resistência à Proteína C Ativada. RPCA, Fator de resistência à atividade anticoagulante da Proteína C ativada, Cofator da proteína C ativada, Fator de Dahlback.
 

SEÇÃO TÉCNICA:Hematologia
 

MATERIAL:2,0 mL de Sangue total com EDTA.
 

PREPARO DO PACIENTE:Jejum não necessário.Coleta de 2º à 5º de mahã.
 

CONSERVAÇÃO:Refrigerar a amostra e enviar imediatamente a seção técnica responsável.
 

PRAZO DE ENTREGA:20 dias úteis.
 

MÉTODO:PCR e RFLP para mutação R506Q do gene FATOR V
 

VALORES DE REFERÊNCIA:
Ausência da mutação em ambos os genes do Fator V ( Homozigoto normal ).
 

INTERFERENTES:Hemólise
 

INTERPRETAÇÃO:Fator V Leiden é o fator genético de risco para trombose venosa mais comum, sendo encontrado em 15 a 30% dos pacientes com trombose venosa profunda.O mecanismo pelo qual essa mutação predispõe à ocorrência de tromboses parece estar associado à elevação dos níveis da protrombina determinada por uma maior estabilidade de seu RNAm.
 

EXAMES RELACIONADOS:Dosagem de hemocisteína; dosagem funcional de Antitrombina e de Proteína C; dosagem imunológica de Proteína S livre e pesquisa de anticorpos antifosfolípede ( anticoagulante lúpico e anticorpos anticardiolipina ).