NOME:CULTURA - BAAR
 

CÓDIGO AMB92:28100689
 

SINONÍMIA:Bacilo de Kock, B.A.A.R., Cultura para BK, Micobactérias,Tuberculose.
 

SEÇÃO TÉCNICA:Microbiologia
 

MATERIAL:Material da região suspeita de infecção. Identificar a origem do material. Líquidos obtidos por punção, lavados e biópsias, coletado somente pelo médico solicitante. Acondionar a amostra em frasco com salina estéril. ESCARRO: Colher somente escarro, não contaminar com saliva. As amostras de saliva são impróprias para análise bacteriológica, pois não representam o processo infeccioso. Colher somente uma amostra por dia, se possível o primeiro escarro da manhã, antes da ingestão de alimentos, escovar os dentes somente com água, não utilizar creme dental e enxaguar a boca várias vezes com vários gargarejos. Respirar fundo várias vezes e tossir profundamente, recolhendo a amostra em frasco de boca larga, se o material obtido for escasso, coletar a amostra após nebulização (soro fisiológico). URINA: Coletar o volume total da primeira miccção do dia (colher 1 amostra por dia).
 

PREPARO DO PACIENTE:Informar os nomes dos medicamentos em uso nos últimos 30 dias.
 

CONSERVAÇÃO:Temperatura ambiente. Enviar a amostra imediatamente para a seção técnica responsável, se não for possível, refrigerar, estável até 24 horas. OBS:Nunca colocar as amostras em frasco com Formol.
 

PRAZO DE ENTREGA:60 dias úteis.
 

MÉTODO:Descontaminação pelo Método de PETROFF Semeadura em LOWENSTEIN JENSEN
 

VALORES DE REFERÊNCIA:
Ausência de crescimento após 60 dias de incubação.
 

INTERFERENTES:Tuberculostáticos
 

INTERPRETAÇÃO:O exame é útil no diagnóstico da tuberculose em diversos órgãos. Recomenda-se a realização de exame em pelo menos 3 amostras, para obtermos resultados mais significativos (quando o material clínico for urina ou escarro).
 

EXAMES RELACIONADOS:Pesquisa de BK, Baciloscopia, Teste de sensibilidade a tuberculostáticos, PPD, Mantoux.